Verde · Vida

Reciclagem ou bens duráveis?

“Várias cidades britânicas poderão adotar um esquema para reciclar milhares de toneladas de fraldas descartáveis usadas, transformando-as em produtos que vão de telhas a capacetes para ciclistas.  Metano extraído as fraldas é transformado em gás, usado para a geração de energia. A primeira usina, em Birmigham, deverá entrar em operações em meados de 2010, e estão em discussão planos para outras instalações do tipo nas cidades de Manchester, Liverpool e Londres até 2014. A usina de Birmigham, que custa o equivalente a US$ 17 milhões, deverá processar 36 mil toneladas de fraldas descartáveis por ano, de acordo com sua operadora, a empresa canadense Knowaste.  As fraldas contém plásticos, fibras, celulose e polímeros absorventes e, de cada tonelada de fraldas reciclada, podem ser extraídos 400 quilos de celulose e 145 metros cúbicos de gás, segundo a Knowaste. Os bebês usam em média mais de 3,6 mil fraldas até que aprendem a usar o banheiro. Estima-se que um total de 800 mil toneladas de fraldas por ano – usadas por bebês e pessoas com incontinência – acabam em aterros sanitários na Grã-Bretanha.  Nesses locais, as fraldas podem levar até 500 anos para se decompor, segundo a Knowaste.  A empresa ressalta que os produtos criados a partir da reciclagem são seguros de usar. As fraldas que entrarem na usina serão retalhadas e lavadas. A polpa resultante será tratada quimicamente para que sejam desativados o gel absorvente e para a remoção do plástico.  A Knowaste já abriu usinas semelhantes no Canadá e na Holanda.” (fonte)

Ótima tática, mas no Brasil não temos nada parecido com isso, e provavelmente não teremos por muito tempo.

E você, vai fazer o que?

Nossa alternativa, por enquanto é a utilização de bens duráveis, ou seja, fraldas de pano, ao invés das fraldas descartáveis…

Calma, calma… as fraldas de pano também evoluiram, e não se trata mais daqueles que provavelmente sua mãe usou com você. hehehe… Veja só!

“Assim que fiquei sabendo, em agosto de 2006, que estava grávida mais uma vez, decidi usar fraldas de pano. Durante a gravidez e no chá de bebê juntei um tanto das comuns que todo mundo conhece e que precisam sempre ser dobradas e tudo o mais. Há poucos anos, em pesquisa pela internet sobre outras coisas, encontrei uma receita de tricô de uma calcinha muito simpática, feita de lã 100% de carneiro, para ser usada sobre as fraldas de pano. Fiz algumas, usei-as, ficaram pequenas, o dia-a-dia me atropelou (tenho mais 3 filhos), não consegui ainda fazer calcinhas maiores e acabei quebrando o galho com calças plásticas mesmo, as comuns.
No meio disso comprei 10 das suas fraldas, e as uso, ou melhor, a Catarina as veste sempre que voltam do processo limpa-seca-passa. São MESMO super práticas e lindas, tenho o maior orgulho de sair com elas na bolsa e poder trocar à vista de quem possa ficar curioso e perguntar a respeito. Aí digo, toda convencida: “São brasileiras (fiz a maior pesquisa na internet e o mercado fora do Brasil de fraldas desse tipo é enorme!) e vieram de Gramado.” O cotidiano com esse tipo de fralda fica muito mais fácil e ainda por cima bonito. Adorei! E a Catarina também parece se sentir muito bem e confortável dentro delas. Achei muito interessante, além disso tudo, que um bebê tão pequeno (ela está com 3 meses agora) já se incomode com fralda molhada e nos avise que quer ser trocada. Penso que essa experiência poderá ajudá-la na hora de treinar para parar de usar fraldas.” (Beth Ossege, Brasília)

Fatos e realidade:
-uma criança utiliza 5500 fraldas durantes seus primeiros 2 anos de vida;
-fraldas levam em média 450 anos em sua decomposição, nos lixões;
– conta-se 5 árvores abatidas para 5500 fraldas descartáveis;
– em média, 2% do lixo recolhido correspondem à fraldas descartáveis (ex o município de SP produz 13.000 toneladas diárias de lixo = 260 toneladas diárias de fraldas descartáveis)
– um bilhão de árvores são usadas, no mundo inteiro, por ano, para suprir a indústria de fraldas. Quanto é mil bilhões de fraldas em termos de volume?
– no processo de branqueamento da polpa de madeira para fabricação do papel, (sendo que este também é utilizado nas fraldas), há liberação de dioxinas. E também caso o lixo plástico (leia-se fraldas descartáveis ídem) seja queimado.
Fraldas de pano com o mesmo formato das descartáveis, é possível? São mais volumosas por serem de pano, mas são laváveis na máquina, resistentes á altas temperaturas e podem ser usadas muitas e muitas vezes. Atendem duas ou 3 crianças na mesma família tranquilamente.

Pense nisso! Mais informações AQUI.